Doutrina Espírita, Dúvidas dos leitores

Dúvidas dos leitores – Uma pessoa diz receber o espírito de um preto velho; isso tem a ver com macumba?

3 3301

Dúvida:

No espiritismo de Chico Xavier, ele recebia mensagens de várias pessoas, mas nunca ouvi falar nada a respeito de preto velho. Tenho muita vontade de conhecer a religião espírita mas tenho receio, pois não aprecio essa parte onde as pessoas recebem espíritos e caem no chão e dizem coisas que não fazem muito sentido. Mas não tenho conhecimento de nada, se isso seria o espiritismo de mesa branca que me parece ser mais sereno como o do Chico Xavier, ou se toda religião espírita teria isso de receber esse espírito de preto velho. Na verdade o que é isso? Porque a minha dúvida em frequentar algumas reuniões, pois uma pessoa conhecida me diz que a mãe dela recebe esse espírito e sempre tem mensagem pra mim. Fico sem saber na verdade se isso é do bem. Podem me esclarecer alguma coisa a respeito disso?

Resposta:

A sua dúvida é bastante comum e perfeitamente compreensível.

Para ajudá-la a elucidar a questão pedimos que você considere alguns princípios:

1. Se todos os seres humanos possuem espírito, independente de religião todos têm espírito.
2. Se após a morte o espírito sobrevive, temos simultaneamente dois planos: espíritos encarnados e espíritos desencarnados.
3. As pessoas que estão vivas possuem um grau de moralidade variado, pois todos nós conhecemos basicamente 3 tipos de pessoas: pessoas boas, pessoas más, pessoas que não são boas nem más.
4. Quando morrem, as pessoas, ou melhor, seus espíritos mantém o grau de moralidade que possuíam antes de morrer. Logo, também no plano espiritual temos: espíritos bons, espíritos maus, espíritos que não são nem bons nem maus.

A Doutrina Espírita foi criada (codificada) por Allan Kardec. Ela nos ensina tudo o que precisamos saber sobre de onde viemos e para onde vamos. E, além disso, nos apresenta o caminho traçado pelo Mestre Jesus para desenvolvermos o nosso adiantamento moral.

Na casa espírita, que segue as orientações da Federação Espírita do Brasil, qualquer pessoa pode frequentar palestras para receber orientações sobre a doutrina e receber passes magnéticos que são dados por médiuns não incorporados. Nestas casas espíritas, não há a prática da incorporação. Apenas em tratamentos específicos de desobsessão. Estes tratamentos são realizados sempre com a presença de médiuns não incorporados ao lado dos médiuns que incorporam os espíritos obsessores.

Sobre a Doutrina Espírita, recomendamos que você leia todos os posts que encontram-se neste link em nosso site:

Existem também as casas de Umbanda que trabalham com entidades chamadas de pretos-velhos, caboclos, pomba-giras etc… Segundo textos de alguns médiuns a função da Umbanda embora difícil de ser compreendida é uma missão de grande importância.

Veja o que nos diz Ramatis em seu livro “A Missão do Espiritismo” (localize o capítulo 9 sobre a Umbanda):

Trata-se de um livro de perguntas e respostas. Veja um pequeno trecho do capítulo 9:

PERGUNTA: A maioria dos espíritas assegura que na Umbanda só baixam espíritos inferiores, ainda presos às superstições e práticas pagãs! Que dizeis?

RAMATÍS: Inúmeras vezes temos advertido que a presença de espíritos inferiores não depende do gênero de trabalho mediúnico, nem do tipo da doutrina espiritualista. mas exclusivamente da conduta, do critério moral dos seus componentes e adeptos. Juntamente com as falanges de espíritos primários ou pagãos também operam na Linha Branca de Umbanda espíritos de elevada estirpe espiritual, confundidos entre caboclos, pretos-velhos, índios ou negros, originários de várias tribos africanas. Porventura, Jesus não prometeu: “Quando dois ou mais reunirem-se em meu nome, ali eu também estarei”?

Ademais, em face da agressividade que atualmente impera no mundo pelo renascimento físico de espíritos egressos do astral inferior para a carne, os trabalhos mediúnicos de Umbanda ajudam a atenuar a violência dessas entidades que se aglomeram sobre a crosta terráquea tramando objetivos cruéis, satânicos e vingativos! As equipes de caboclos, índios e pretos experimentados à superfície da Terra, constituem-se na corajosa defensiva em torno dos trabalhos mediúnicos de vários centros espíritas! Sem dúvida, conforme o pensamento dos cardecistas, o ideal seria doutrinar obsessores e esclarecer obsediados sem o uso da violência que, às vezes, adotam as falanges de Umbanda. Em geral, tanto a vítima como o algoz estão imantados pelo mesmo ódio do passado. E então é preciso segregar a entidade demasiadamente perversa, que ultrapassa até o seu direito de desforra, assim como no mundo não se deixa a fera circular livremente entre as criaturas humanas! Tanto aí na Terra como aqui no Espaço, o livre-arbítrio é tolhido, assim que o seu mau uso principia a ferir os direitos alheios!

E neste outro livro, “Tambores de Angola” você pode encontrar uma psicografia que relata em detalhes a importância da Umbanda, ao mesmo tempo que nos alerta sobre os seus perigos.

Tentando fazer uma analogia, podemos lhe dizer o seguinte: quando uma pessoa sofre um acidente grave, na hora ela deve ser levada para a emergência de um pronto-socorro. Quando uma pessoa precisa se tratar ou apenas manter ou melhorar sua saúde ela procura um atendimento ambulatorial.

A Umbanda, quando a casa é conduzida por pessoas com a moral bem desenvolvida, quando seus dirigentes crêem e comungam com os princípios da Doutrina Espírita, esta pode ser bastante útil para ajudar as pessoas com problemas relativamente graves em aspectos do plano astral de suas vidas. Equivale ao pronto-socorro. Temos no campo da Umbanda um trabalho muito mais vibracional do que moral. E precisamos compreender que quando o estado vibracional de uma pessoa está prejudicado, em alguns casos a Umbanda pode trazer um socorro mais rápido e efetivo.

Na casa espírita (Kardecista), o tratamento é “ambulatorial”. Trabalha-se o desenvolvimento moral do indivíduo a longo prazo e o melhoramento gradual de suas energias através do bem-pensar, do bem-sentir e dos passes magnéticos, que são transfusões de boas energias. Quando conseguimos nos manter equilibrados mentalmente, moralmente e energeticamente, dificilmente precisaremos recorrer aos tratamentos de Umbanda, pois teremos através da nossa conduta e de nossas vibrações a proteção necessária para a vida cotidiana.

No caso de Chico Xavier, toda sua obra veio para complementar Kardec, e visa o desenvolvimento moral do indivíduo através de histórias, contos e mensagens de espíritos de escol.

Para adentrar o terreno da Umbanda e conhecê-lo é recomendável que você só o faça através de pessoa amiga de confiança e que possua um senso de moralidade, generosidade e bondade que demonstre bem o tipo de espíritos que podem estar a seu lado.

Pois conhecemos casos de casas de Umbanda conduzida por bons espíritos e “casas” de Umbanda conduzidas por oportunistas que exploram o sofrimento e a ignorância alheia.

E lembre-se sempre do seguinte: uma pessoa pode incorporar um espírito bom, um espírito mau e um espírito que não é bom nem mau. Pelo teor das mensagens recebidas podemos ter uma noção de quem é o nosso interlocutor do outro lado da vida.

Se você sente que não tem nenhum problema espiritual ou outro de ordem prática, prefira as Casas Espíritas credenciadas pela Federação Espírita do Brasil. Se confiar na qualidade moral da pessoa conhecida e quiser saber sobre essas mensagens que ela alega ter veja o teor das mensagens e analise racionalmente sua validade. Não aceite nada que não passe pelo crivo de sua razão.

Mas evite se envolver com trabalhos e práticas de Umbanda se entender que sua vida não precisa de apoio espiritual emergencial por alguma situação especial que esteja vivendo. Mantenha-se firme no estudo da doutrina, através das obras de Kardec e busque uma Casa onde possa frequentar palestras, fazer estudos e receber os passes magnéticos.

Caso continue com dúvidas, por favor retorne com novas questões.

Fraternalmente,

Equipe Um Caminho

Compartilhe

About the author / 

Editor

3 Comments

  1. Editor 30 de julho de 2013 at 20:45 - 

    As dúvidas são respondidas por nossa equipe quando encaminhadas para o e-mail umcaminho.com@gmail.com.

  2. daniele 29 de julho de 2013 at 8:33 - 

    eu gostaria de saber se um espito pode ter poder sobri mim para falar com uma amiga atraves do pai dela ela me falo que falou comigo atarde toda e eu n me lembro

  3. JOAB CORREIA 25 de julho de 2013 at 9:43 - 

    Bom dia!!!! Acompanho diariamente este site. Sou um admirador da doutrina espírita, embora seja católico. Gostaria de saber se o fato de eu ter pressentimento, premunições e sonhos que revelam algo futuro, posso considerar que eu tenha uma mediunidade aguçada???? O que faço para desenvolver esse tipo de situação??? Seria um dom?????

    Desde já agradeço!!!!!!!

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

+ 33 = 34

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba novos conteúdos

Temas das Publicações