• Allan Kardec, Doutrina Espírita

    É correto dizer Espiritismo Kardecista?

    Há pessoas que, equivocadamente, costumam utilizar-se da expressão “kardecismo”, para identificar algo que ele(a) imaginam ser uma “ramificação” do Espiritismo, achando que Espiritismo é um “montão de coisas” que existe por aí, quando na realidade não é. Allan Kardec não inventou, ou criou, Espiritismo nenhum. Os Espíritos optaram por um pedagogo, um professor, e não por um padre, um religioso, o que nos convida a entender que o Espiritismo é escola e não igreja.

  • Allan Kardec, Amai ao próximo

    Amai os vossos inimigos

    Jesus não pretendia, ao dizer essas palavras, que se deve ter pelo inimigo a mesma ternura que se tem por um irmão ou por um amigo. Amar aos inimigos, não é, pois, ter por eles uma afeição que não é natural. Mas é não lhes ter ódio, nem rancor, ou desejo de vingança. É perdoá-los sem segunda intenção e incondicionalmente, pelo mal que nos fizeram. É não opor nenhum obstáculo à reconciliação.

  • Allan Kardec, Justiça Divina

    Esquecimento das vidas passadas

    Se Deus considerou conveniente lançar um véu sobre o passado, é que isso deve ser útil. Deus nos deu, para nos melhorarmos, justamente o que necessitamos e nos é suficiente: a voz da consciência e as tendências instintivas; e nos tira o que poderia prejudicar-nos. A falta de uma lembrança precisa, que poderia ser-nos penosa e prejudicial às nossas relações sociais, permite-nos haurir novas forças nesses momentos de emancipação da alma, se soubermos aproveitá-las.

  • Allan Kardec, Doutrina Espírita

    Por que primeiro estudar as obras de Kardec?

    Estudar os livros de Allan Kardec antes de palmilhar os caminhos da imensa bibliografia espírita já existente é fator essencial para uma jornada doutrinária isenta de atropelos. Isso porque ser espírita sem Kardec – admitamos a possibilidade à guisa de argumentação – é andar sem destino, é navegar sem bússola, é levantar um edifício sem cuidar do lançamento dos alicerces.

  • Allan Kardec, Doutrina Espírita

    Codificador do Espiritismo – Quem foi Allan Kardec?

    Filho de pais católicos, Allan Kardec foi criado no Protestantismo, mas não abraçou nenhuma dessas religiões, preferindo situar-se na posição de livre pensador e homem de análise. O excessivo simbolismo das teologias e ortodoxias, tornava-o incompatível com os princípios da fé cega. Allan Kardec iniciou sua observação e estudo dos fenômenos espíritas, com o entusiasmo próprio das criaturas amadurecidas e racionais, mas sua primeira atitude é a de ceticismo: “Eu crerei quando vir, e quando conseguirem provar-me que uma mesa dispõe de cérebro e nervos, e que pode se tornar sonâmbula; até que isso se dê, dêem-me a permissão de não enxergar nisso mais que um conto para provocar o sono”. (ao final da íntegra do texto, assista vídeo sobre Allan Kardec)

RECEBA TEXTOS POR E-MAIL

Institucional

Todos os Temas

Ajude-nos a divulgar nosso trabalho