Quem foi Lao Tse?

Lao TSE foi o maior filósofo chinês, sendo a ele atribuídas as funções de alquimista e sábio. É o autor da obra fundamental do Taoísmo: o Tão Te Ching – O Livro do Caminho Perfeito, um dos livros mais traduzidos até os tempos atuais, considerado pelos taoístas como uma literatura sagrada.

De extrema profundidade, a obra reúne conceitos sobre o Todo, sobre o Grande Espírito criador do Universo.

Conta a lenda taoísta que o mestre nasceu na província de Na Hue, na cidade de Guo Yang, no período de 1324 a.C.

Seu pai era um famoso alquimista que viveu mais de cem anos.

Foi convidado pelo Rei Wen para ser responsável pela biblioteca real e assumiu o cargo de historiador e bibliotecário real até seus quarenta anos, ano em que iniciou sua grande viagem para o ocidente, com intuito de chegar aos reinos da atual Índia, Afeganistão e Itália.

Ao deixar a China, o guarda da fronteira pede a Lao TSE que deixe um registro de sua sabedoria: o Tão Te Ching.

Segundo a tradição chinesa, ele trabalhou muitos anos como bibliotecário real, exercendo o cargo de superintendente judicial dos arquivos imperiais em Loyang, capital do estado de Shu. Desgostoso com as intrigas e disputas da vida na corte, decidiu abandonar esse viver, seguindo para as Terras do Oeste, em direção à Índia.

O seu contato com os livros e a sua sabedoria pessoal induziram-no a criar uma doutrina de caráter panteísta (sistema filosófico que identifica Deus com o universo. Adoração da natureza, vendo Deus em tudo o que existe.), segundo a qual o Tão, ou caminho, é o princípio material e espiritual, criador e ordenador do mundo. No terreno prático, preconizou a vida contemplativa e a supressão de qualquer desejo.

Junto com o Confucionismo e o Budismo, o Taoísmo, integra os fundamentos da tradição espiritual da China.

Seu seguidor, Zhuangzi foi outro famoso filósofo taoísta chinês cuja filosofia foi muito influente no desenvolvimento do Budismo Chan e do Budismo Zen.

Na religião taoísta, Lao Tse recebe a consideração de uma divindade, reverenciada em diversos templos e cerimônias.

Extraído do livro “Grandes Mestres da Humanidade”, de Patrícia Cândido. Editora Luz da Serra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>