• Conselhos do Mestre, Jesus

    Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus

    Os fariseus, tendo-se retirado, entenderam-se entre si para enredá-lo com as suas róprias palavras. – Mandaram então seus discípulos, em companhia dos herodianos, dizer-lhe: Mestre, sabemos que és veraz e que ensinas o caminho de Deus pela verdade, sem levares em conta a quem quer que seja, porque, nos homens, não consideras as pessoas. Dize-nos, pois, qual a tua opinião sobre isto: É-nos permitido pagar ou deixar de pagar a César o tributo? E Jesus respondeu…

  • Ciência e Religião, Mediunidade

    Mediunidade gratuita

    Os médiuns atuais – pois que também os apóstolos tinham mediunidade – igualmente receberam de Deus um dom gratuito: o de serem intérpretes dos Espíritos, para instrução dos homens, para lhes mostrar o caminho do bem e conduzi-los à fé, não para lhes vender palavras que não lhes pertencem, visto que não são fruto de suas concepções, nem de suas pesquisas, nem de seus trabalhos pessoais. Fazê-la paga seria, pois, desviá-la do seu providencial objetivo.

  • Jesus, Sermão da Montanha

    O Sermão da Montanha segundo o Vedanta – I

    Bem aventurados os que choram, porque serão consolados

    Enquanto nos julgarmos ricos de bens terrenos ou de conhecimentos, não poderemos progredir espiritualmente. Quando sentirmos que somos pobres em espírito, quando nos afligirmos por não termos percebido a verdade de Deus – somente então seremos consolados. Sri Ramakrishna costumava dizer: “As pessoas derramam rios de lágrimas porque um filho não nasceu ou porque não conseguiram ficar ricas. Quem, entretanto, verte sequer uma lágrima por não ter visto Deus?”

  • Deus, Religiões Humanas

    Vedanta – Ramakrishna e o Cristo Jesus

    Perdura há muitos anos uma íntima conexão espiritual entre Cristo e a ordem monástica, iniciada pelo fundador, Sri Ramakrishna, que mereceu veneração divina durante a vida. Dos muitos santos e iluminados mestres na história do Vedanta, Sri Ramakrishna manifestou em vida, em grau mais elevado do que qualquer outro, a idéia da harmonia e da universalidade religiosas. Submeteu-se não apenas às disciplinas de seitas divergentes dentro do Hinduísmo, como também às do Islamismo e do Cristianismo. Ele descobria em cada caminho religioso a suprema manifestação de Deus, credenciando-se assim a proclamar com a autoridade da experiência pessoal: “Muitas religiões, muitos caminhos para alcançar um único e mesmo objetivo.”

  • Jesus, Sermão da Montanha

    O Sermão da Montanha segundo o Vedanta – II

    Antes de chegada a hora de pronunciar o Sermão da Montanha, Jesus pregou por toda a Galiléia. E Jesus ensinava as multidões de acordo com a capacidade delas; mas o Sermão que contém seus ensinamentos mais elevados reservou-o ele para os seus discípulos, para aqueles que estavam espiritualmente preparados. Levou-os à encosta de uma colina, onde não seriam interrompidos pelos que não estivessem preocupados com sua verdade suprema. Vendo a multidão, subiu ao monte. Ao sentar-se, aproximaram-se dele os seus discípulos: E abrindo a boca, ensinava-os, dizendo…

  • Aos que Sofrem, Depressão

    Depressão reeducativa – dores existenciais, quem não as experimenta?

    Depressões são o resultado torturante da longa trajetória no egoísmo, porque o núcleo desse transtorno chama-se desapontamento ou contrariedade, isto é, a incapacidade de viver e conviver com a frustração de não poder ser como se quer e ter que aceitar a vida como ela é, e não como se gostaria que fosse. Considerando o egoísmo como o hábito de ter nossos caprichos pessoais atendidos, a contrariedade é o preço que pagamos pelo esbanjamento do interesse individualista em milênios afora, mas, igualmente, é o sentimento que nos fará refletir na necessidade de mudança em busca de uma postura ajustada com as Leis Naturais da vida.

  • Reforma Íntima, Renovando atitudes

    Como fazer nossa reforma íntima?

    Reforma íntima é ser melhor hoje em relação ao ontem, e jamais deixar arrefecer o desejo de ser um tanto melhor amanhã em relação ao hoje. Basta-nos aprender a ouvir a consciência e a estudar nossos instintos. Reforma íntima não é ser contra nós. Não é reprimir e sim educar. Não é exterminar o mal em nós, e sim fortalecer o bem que está adormecido na consciência. A culpa não renova, limita. Não educa, contém. Renovar é extrair da alma os valores divinos que recebemos quando fomos criados.

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Ajude a divulgar Um Caminho

Temas das Publicações