Aos que Sofrem, Depressão

Dúvidas dos leitores – por que minha vida sempre teve altos e baixos?

3 97

Dúvida:

Gostaria de saber, o por que minha vida sempre teve altos e baixos. Tem fase como a de hoje, tudo é difícil, parece que estou acorrentado, minha vida parece sempre um sonho. Tenho a impressão que amanha já não estarei mais vivo. Sou católico, procuro ser uma pessoa boa, não invejo ninguém, sou da paz, gosto de ajudar os outros. Me falaram que as pessoas tem inveja de mim. Como tive muitas mulheres falam que jogaram praga ou fizeram trabalho, para minha vida ser assim, sem graça, ou sem estabilidade…. será verdade? Alguém pode me ajudar?

 

Resposta:

Caro irmão,

A primeira coisa que temos a lhe dizer é que, de acordo com a nossa crença, baseada na Doutrina Espírita, a Terra, o mundo em que habitamos, não é um planeta onde exista a felicidade plena.

E por que isso acontece? É simples: nosso planeta não é o único na criação divina. O próprio mestre Jesus nos disse: “há várias moradas na casa de meu Pai”.

E a Doutrina nos ensina que a Terra é um planeta de provas e expiações. Ou seja, os espíritos aqui encarnados estão passando por provas de elevação moral e expiações de pecados cometidos contra si ou contra outras pessoas em vidas anteriores.

Não há ninguém nesta vida terrestre que não passe por ciclos de dificuldade e alguma felicidade.

No entanto, é preciso ressaltar que a felicidade em nosso mundo é medida tão somente por um sentimento ao mesmo tempo simples e nobre: a consciência tranquila de que estamos fazendo o melhor ao nosso alcance para nós e para nosso próximo.

Enquanto vivermos de forma egoísta, dedicando nosso tempo e esforços tão somente para a satisfação de nossa vaidade, do nosso orgulho e dos prazeres que a matéria nos traz, viveremos contínuos ciclos de desconforto, que são “remédios” amargos que a vida nos apresenta com o sentido de prestarmos atenção ao conselho amoroso que o Divino Mestre nos deu: “primeiro o Reino de Deus e Sua justiça; tudo mais vos será dado por acréscimo”.

E o Reino de Deus só pode ser alcançado quando o homem se esforça para seguir os Mandamentos que Jesus nos trouxe em complemento à lei de Moisés (os 10 mandamentos). Jesus nos disse: “Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”.

Portanto, caro irmão, a ajuda que procuras está dentro de ti e não fora. Se acreditas firmemente na providência divina, não te preocupes tanto com “pragas e trabalhos feitos”. Confia na mão amiga do Senhor teu Deus e ora com pureza de coração, pedindo: “Ajuda-me Senhor a encontrar novamente o meu bom ânimo. Ajuda-me Pai a enxergar a alegria nas pequenas coisas da vida. Ajuda-me meu Deus misericordioso e amoroso a encontrar o Teu Reino ao qual eu possa servi-lo de todo o meu coração e de toda minha alma”.

Peça com fé e encontra-te o mais breve que puderes com o Reino de Deus. E lembra-te que o caminho para este Reino é um só, conforme a orientação amiga que o apóstolo Paulo nos deu: “Fora da caridade não há salvação”.

Há mil maneiras de se praticar a caridade e se tornar útil, de vir em socorro de seus irmãos. O ouro não tarifa todas as lágrimas e não pensa todas as feridas. Há males para os quais uma amizade sincera, uma ardente simpatia, uma efusão da alma farão mais do que as riquezas.

E há sempre quem precisa muito mais do que nós.

Tudo que o homem faz pelo seu irmão grava-se no grande livro fluídico cujas páginas se desenrolam através do espaço, páginas luminosas onde se inscrevem nossos atos, nossos sentimentos, nossos pensamentos. E essas dívidas nos serão pagas amplamente nas existências futuras.

Mas nunca te esqueças de que o homem caridoso faz o bem ocultamente; dissimula suas boas ações, enquanto que o vaidoso proclama o pouco que faz. “A mão esquerda deve ignorar o que dá a direita”, disse Jesus. “Aquele que faz o bem com ostentação já recebeu sua recompensa”.

Dar em segredo, ser indiferente aos elogios dos homens, é mostrar uma verdadeira elevação de caráter, é se colocar acima dos julgamentos de um mundo passageiro e procurar a justificação de seus atos na vida que não termina.

A felicidade não está no que possuis e sim no que dás e, ainda assim, não tanto no que dás mas no modo como dás.

Não está no que sonhas e sim no que fazes e, sobretudo, na maneira como fazes.

Segundo Emmanuel, mentor do nosso querido Chico Xavier, “felicidade, na essência, é a nossa integração com Cristo de Deus, quando nos rendemos a Ele para que nos use como somos e no que temos, a benefício dos semelhantes. Isso porque todo bem que venhamos a fazer é investimento em nosso favor, na Contabilidade Divina. Em suma, felicidade colhida nasce e cresce da felicidade que se semeia, ou melhor, à medida que ajudamos aos outros, por intermédio dos outros, o Céu nos ajudará.

Que a paz do Senhor esteja contigo!

 

Fraternalmente,

 

Equipe Um Caminho

 

Compartilhe

About the author / 

Editor

3 Comments

  1. Anita 30 de agosto de 2011 at 11:18 - 

    Eu vim aqui hoje procurando palavras que pudessem explicar o que eu estou sentindo no momento. E encontrei uma paz, um conforto. Por mais que meus dias sejam difíceis tenho sempre Deus comigo. E agora me fortaleço mais ainda. Que Deus abençoe todos vocês que trabalham para o bem de todos.

  2. Editor 27 de julho de 2011 at 8:42 - 

    Suas palavras amorosas nos inspiram ainda mais a continuarmos fazendo o melhor que pudermos. Gratos!

    Equipe Um Caminho

  3. zuleide lopes fernandes 25 de julho de 2011 at 11:39 - 

    Olá amigos do caminho, porto-me diante da suprema vontade de Deus para agradecê-los por tantos ensinamentos, pelo carinho que nos transmite as palavras, orientando-nos de forma singela para o caminho das reflexões extensivos aos nossos atos de também partilhar com outros, tais mensagens que concerteza, acolherá os corações em dores necessitados deste refrigério e ajuda. Um abraço na paz de Nosso Meste Jesus..

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

3 + 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba novos conteúdos

Temas das Publicações