Anjos da Guarda, Doutrina Espírita, Dúvidas dos leitores

Podemos algum dia ter contato com nosso anjo da guarda?

1 214

Pergunta:

Tenho bastante interesse sobre os assuntos espirituais. Mas tenho algumas perguntas que me interessam primeiramente, sendo que acredito em vida após a morte e que podemos evoluir nosso espírito ainda encarnados. Todos temos um espírito que guia nossos pensamentos que esta sempre conosco, mas que não temos contato com ele por que não estamos preparados e não temos conhecimento suficiente? E talvez podemos algum dia ter esse contato mais próximo com eles?

 

Resposta :

Agradecemos por seu interesse e contato conosco.

Quanto às suas duas questões:

1. Todos temos ao nosso lado, um espírito com a missão de ser nosso guardião e inspirador para que a gente consiga cumprir a programação de provas e expiações que traçamos em nosso planejamento reencarnatório.

Esse espírito amigo é mais comumente conhecido como anjo da guarda.

Não é que ele guie nossos pensamentos. As decisões e as escolhas são nossas. Nosso anjo da guarda faz um maior ou menor esforço para tentar se comunicar conosco através de nossa intuição, para nos fazer perceber as escolhas mais adequadas a nossa evolução espiritual.

Quanto mais sintonizados nós estivermos com ele, mais facilmente captaremos os conselhos amigos que nos tentam transmitir. Essa sintonia se dá através das nossas preces, da nossa conduta mais compatível com os valores morais de nosso espírito protetor. Quanto menos sintonizados estivermos, menos conseguiremos captar e pouco ou quase nada absorveremos da orientação espiritual que nossos amigos tentam nos passar.

Através de nosso livre arbítrio decidimos e criamos para nós um caminho mais ou menos difícil em nossa caminhada evolutiva.

A busca por uma disciplina religiosa e um comportamento prático que leve em conta o máximo possível os conselhos que o Mestre Jesus nos ofereceu, nos tornará sempre mais propensos à ajuda de nossos anjos guardiães. Dessa forma, tornaremos nossa estada na Terra menos sofrida e tortuosa. Cabe a cada um, portanto, fazer a escolha correta e estar atento à voz serena que vem do nosso coração, em estado de calmaria (nunca à voz interior de um coração agitado). Esta voz serena traz sempre a mensagem de Deus que está em nós, sob a forma de centelha divina e representado por um espírito como nós, um pouco mais evoluído, que recebeu a incumbência de nos ver melhorar a cada dia.

Ao ouvir essa voz serena, estaremos sempre diante das melhores escolhas.

2. O contato com nosso anjo guardião não depende da nossa vontade. Certamente, no plano espiritual nos reencontraremos com ele. Enquanto encarnados, durante nosso sono (e sonhos), frequentemente estaremos com ele em outra dimensão.

Tentar materializar este contato não passa de um desejo humano cuja única utilidade prática seria a satisfação de nossos sentidos.    Pouco, ou quase nada, contribuiria para o exercício de nossa fé, que mexe com nosso estado mais sutil e exige de nós um treinamento constante de nossa capacidade limitada de acreditar naquilo que não podemos ver.

No entanto, para aqueles que reencarnaram com a missão de serem médiuns, com atuação regular dentro das casas espíritas, a formação para esse tipo de trabalho leva à uma percepção muito mais aguda da presença do anjo guardião. Embora não se trate de um encontro materialmente visível, trata-se de uma experiência única e um tanto emocionante pela sensação tão próxima de uma “voz” e uma presença forte de um amigo tão querido a ajudar o médium em seu trabalho nobre na prática da caridade.

Esperamos ter ajudado a esclarecer suas dúvidas iniciais.

 

Fraternalmente,

Equipe Um Caminho

Compartilhe
  • 26
    Shares

About the author / 

Editor

1 Comment

  1. MARCIA 20 de janeiro de 2013 at 17:24 - 

    muito obrigado pela matéria…

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

16 ÷ 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Ajude a divulgar Um Caminho

Temas das Publicações