Paixões humanas, Perfeccionismo

Perfeccionismo

0 106

O perfeccionismo não é sinônimo de sucesso, realização pessoal e busca pela excelência, mas sim uma tentativa obsessiva e recorrente de evitar os próprios erros.

A principal característica do perfeccionista não é o desejo pelo sucesso, mas o medo da fracasso.

O perfeccionista deseja já ser perfeito, acertar a todo custo, fazer tudo corretamente. Ele não reconhece que é necessário dar um passo de cada vez.

O perfeccionista pode ser muito preocupado com a visão dos outros a seu respeito.

Muitas vezes ele quer provar aos outros e a si mesmo o quanto é bom, e por isso não pode errar.

A busca pelo ideal de perfeição é uma das características mais predominantes do perfeccionista.

Ele acredita que suas ações, suas tarefas, seu trabalho e tudo em sua vida deve corresponder a um determinado ideal que ele criou.

Caso sua obra se afaste, mesmo que um mínimo, desse ideal de perfeição, tudo parece estar errado, e ele sofre por isso.

O perfeccionista geralmente não consegue terminar as coisas.

Não conclui seus trabalhos e muitas vezes não consegue nem inicia-los, pois se algo sai diferente do que ele imagina em seu ideal, já não está bom, não presta, está ruim, e assim, ele nunca inicia ou termina nada.

Uma crença que geralmente acompanha o perfeccionista é que ele só poderá ser aceito se for perfeito.

Ele tem que ser o melhor pai, o melhor marido, o melhor empregado, uma pessoa popular, dinâmica, inteligente, ou mesmo uma pessoa exemplar, imaculada, sem erros e sem qualquer desvio.

Para o perfeccionista, os erros já são sinais de que ele não será aceito e nem amado.

Pessoas perfeccionistas geralmente se cobram muito, são extremamente exigentes consigo mesmos e preocupadas em ser muito produtivas.

A auto-cobrança pode chegar a níveis extremos, gerando cansaço, debilidade, desespero e até mesmo sintomas físicos, como dores de cabeça.

O desânimo é outro sintoma muito presente no perfeccionista.

Como para ele nada está bom, ou do jeito que ele queria em seu ideal, a tendência é se cair no desânimo, e até mesmo na depressão.

Como seus projetos não andam pelo medo do erro, ele se vê desmotivado e sem força para seguir em frente.

Pelo medo quase obsessivo de errar, o perfeccionista pode ter medo ou evitar ao máximo situações onde ele sabe que estará sujeito à avaliação crítica de outras pessoas.

É comum que perfeccionistas tenham medo de falar em público por conta da exposição a que estarão submetidos.

Por outro lado, a crítica de outras pessoas pode, em muitas situações, deixar o perfeccionista arrasado e triste.

A busca pelo ideal é sempre frustrante, pois todo ideal é sempre inatingível.

Por esse motivo, o perfeccionista tende a ser um eterno insatisfeito por não conseguir corresponder ao ideal criado e mantido por ele.

A insatisfação costuma ser uma marca do perfeccionista.

Ele sempre busca a satisfação naquilo que não pode ser conquistado.

O ideal de perfeição do perfeccionista faz com que ele projete objetivos muito grandiosos, que dificilmente serão alcançados, e quando não atingem seu objetivo, eles se frustram.

Os erros fazem parte da vida humana.

Ninguém pode viver sem errar, até porque os erros que cometemos são sempre experiências ricas em aprendizados.

Você é um ser humano, e seres humanos são passíveis de erros.

Não tente ser um super-homem.

Aceite as limitações inerentes a condição humana, assim você tem mais chance de ser feliz.

Fonte: Texto de Hugo Lapa, página “Espiritualidade é Amor”, no Facebook.

About the author / 

Editor

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

− 2 = 5

RECEBA TEXTOS POR E-MAIL

Institucional

Todos os Temas

PRODUTOS DIGITAIS SUGERIDOS