Caridade, Dar ao próximo, Oração

Auxilia aos outros, tanto quanto puderes

0 249

Nossas atitudes fazem eco

“Auxilia aos outros, tanto quanto puderes. Cada pessoa que hoje te encontra talvez seja amanhã a chave de que necessitas para a solução de numerosos problemas”. Emmanuel.

Nós que, por certo, estamos precisando de algum tipo de socorro espiritual, devemos nos perguntar quantas pessoas seriam capazes de nos socorrer pelo bem que fizemos a elas. Muitas vezes eu me pergunto quantas pessoas estão orando por mim, quantas estão me enviando um pensamento bom, quantas estariam dispostas a me ajudar na hora da minha dor. Gostaria que você fizesse as mesmas indagações, porque, raramente, nos lembramos de que Deus ajuda as criaturas através das próprias criaturas. Se não tivermos semeado o bem no coração dos outros, como querer que o bem que não foi plantado possa nascer em nosso caminho?

Pior do que não ter alguém orando por nós é ter alguém nos odiando pelo mal que fizemos. Já pensou nas energias negativas que essas pessoas podem estar nos enviando e que chegam a nos prejudicar seriamente? A verdade de que precisamos nos convencer é que nossas ações, sejam elas boas ou más, geram reações equivalentes, que sempre retornam a nós mesmos. É como eco que faz repetir a nossa voz. Todas as nossas ações fazem eco no universo.

Por isso, vale a pena pensarmos nestas perguntas do irmão José, uma espécie de questionário que nos possibilita avaliar os próprios méritos:

1 – O que tens feito para transformar em obras a tua fé?
2 – Para melhorar o teu relacionamento com as pessoas?
3 – Para facilitar a solução dos teus problemas?
4 – Para diminuir a distância que se fez entre ti e os teus familiares?
5 – Para te esmerares na profissão, tornando-te mais produtivo e menos suscetível de queixas?
6 – Para não te revelares tão frágil diante das dificuldades?
7 – Para deixar de ser vítima da própria imprevidência e insensatez?
8 – Para conquistar maior simpatia dos que convivem contigo?
9 – Para não te melindrares com tanta frequência?

Se não formos tão bem nessa avaliação espiritual (o que é de se esperar), saibamos que está em nossas mãos a possibilidade de aumentar os nossos méritos, lançando no Universo a força das nossas atitudes. É só deixar o orgulho de lado – e mãos à obra!

Fonte: extraído do livro “Socorro e Solução”, de José Carlos de Lucca. Editora Intelítera.

Compartilhe

About the author / 

Editor

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

35 ÷ 35 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Ajude a divulgar Um Caminho

Temas das Publicações