A Morte, Aos que Sofrem

Dúvidas dos leitores – Nosso ente querido ao desencarnar é recebido por algum familiar?

1 385

Pergunta:

Nosso ente querido ao desencarnar é recebido por algum familiar?

Resposta:

Sobre este tema, recomendamos que leia as Questões 286 a 290 do Livro dos Espíritos.

Após a morte, como a alma é acolhida no mundo dos Espíritos? (Respostas dos guias espirituais para Allan Kardec)

  1. Deixando seus despojos mortais, a alma vê imediatamente os parentes e amigos que a precederam no mundo dos Espíritos?
    “Imediatamente, ainda aqui, não é o termo próprio. Como já dissemos, é-lhe necessário algum tempo para que ela se reconheça a si mesma e alije o véu material.”
  2. Como é acolhida a alma no seu regresso ao mundo dos Espíritos?
    “A do justo, como bem-amado irmão, desde muito tempo esperado. A do mau, como um ser desprezível.”
  3. Que sentimento desperta nos Espíritos impuros a chegada entre eles de outro Espírito mau?
    “Os maus ficam satisfeitos quando vêem seres que se lhes assemelham e privados, também, da infinita ventura, qual na Terra um tratante entre seus iguais.”
  4. Nossos parentes e amigos costumam vir-nos ao encontro quando deixamos a Terra?
    “Sim, os Espíritos vão ao encontro da alma a quem são afeiçoados. Felicitam-na, como se regressasse de uma viagem, por haver escapado aos perigos da estrada, e ajudamna a desprender-se dos liames corporais. É uma graça concedida aos bons Espíritos o lhes virem ao encontro os que os amam, ao passo que aquele que se acha maculado permanece em insulamento, ou só tem a rodeá-lo os que lhe são semelhantes. É uma punição.”
  5. Os parentes e amigos sempre se reúnem depois da morte?
    “Depende isso da elevação deles e do caminho que seguem, procurando progredir. Se um está mais adiantado e caminha mais depressa do que outro, não podem os dois conservar-se juntos. Ver-se-ão de tempos a tempos, mas não estarão reunidos para sempre, senão quando puderem caminhar lado a lado, ou quando se houverem igualado na perfeição. Acresce que a privação de ver os parentes e amigos é, às vezes, uma punição.”

KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 76.ed. Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1995.

Conheça aqui a íntegra do Livro dos Espíritos.

Fraternalmente,

Equipe Um Caminho

Compartilhe

About the author / 

Editor

1 Comment

  1. Fernanda Alves 15 de junho de 2020 at 17:27 - 

    Lindo texto consolador!!

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

− 1 = 1

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Novos Conteúdos

Temas das Publicações