Aos que Sofrem, Dificuldades na vida

Com a pedra você constrói o edifício

0 95

Não se detenham, meus filhos, ante as pedras das dificuldades que surgem inevitavelmente no caminho de todos nós. São elas que nos mantém na estrada do crescimento espiritual, porque a presença delas nos obriga a pensar em Jesus, a orar com Jesus e a agir como Jesus nos pede. Sem as pedras da vida, o homem fatalmente se perderia na estrada livre de dificuldades. Contornemos as pedras do caminho, com oração e trabalho, e sigamos na direção que Jesus nos aponta rumo à vitória que nos aguarda mais adiante. (Bezerra de Menezes)

Problemas estão no caminho de todos nós. Não há quem atravesse a vida sem enfrentar obstáculos, perdas e aflições. Mas a maneira de encarar os problemas é que faz toda a diferença. Um olhar espiritual sobre o assunto nos diria que as dificuldades são exercícios destinados ao nosso crescimento interior, pois, através delas, precisaremos ativar as aptidões necessárias à resolução da situação que nos aflige.

Quem enxerga o problema como um “problema”, e não como uma porta de acesso do seu desenvolvimento pessoal, provavelmente, reagirá de maneira negativa perante o desafio evolutivo que lhe está sendo apresentado através da dificuldade, com inegáveis chances de fracasso.

Vamos imaginar que o problema venha numa caixa de presente com um embrulho malfeito. Nossa primeira reação será imaginar que o presente seja tão feio quanto o embrulho e teremos receio até de abri-lo. No entanto, ao vencermos a impressão negativa que, à primeira vista, o embrulho nos causou, iremos, pouco a pouco, descobrindo o presente valioso que recebemos da vida.

Posso assegurar que, depois de “desembrulharmos” todo o problema, perceberemos que algo de bom nasceu em nós, nos tornamos mais fortes, passamos a dar mais valor à vida, crescemos em experiência e nos habilitamos a desafios ainda maiores. Daí por que uma visão otimista da vida nos ajuda a enxergar que uma simples pedra pode se transformar na base de um grande edifício, estimulando-nos a termos atitudes que transformem essa visão em realidade. Com muita razão, Glenn Van Ereken, conceituado escritor, afirmou que: “O otimismo não é um estado mental romântico e idealista que acredita que o futuro será automaticamente ideal. Em vez disso, o otimista aprende a agir de uma maneira que cria um futuro positivo.”

Alguém já escreveu que o pessimista é aquele que cria dificuldades a partir das oportunidades, enquanto o otimista é aquele que cria oportunidades a partir das dificuldades. Será que temos sido criadores de dificuldades ou de oportunidades?

Na travessia de qualquer problema, tenhamos uma postura mais otimista e consideremos o conselho espiritual de Bezerra de Menezes quanto à utilização dos recursos da oração e do trabalho. Oração que nos liga a Deus. Trabalho que faz despertar o deus que há em cada um de nós e criar uma vida melhor a partir do pior que nos tem ocorrido.

Eu tenho certeza de que podemos conseguir!

Fonte: extraído do livro “Socorro e Solução”, de José Carlos De Lucca. Editora Intelítera.

Compartilhe

About the author / 

Editor

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

8 × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Temas das Publicações