• Aos que Sofrem, Auto-perdão

    O amor cobre uma multidão de pecados

    Sofrer por sofrer não significa crescimento e evolução, visto que a única função da dor em nossa existência é despertar-nos para o amor. Quaisquer que sejam os fatos ou situações que vivenciamos, são eles recados da vida para nosso crescimento interior. Não devemos culpar o mundo ou as pessoas, nem mesmo nos justificar inventando desculpas para nossas dores. Os fatos e acontecimentos por si sós não nos criam felicidade ou desprazer. A questão está na nossa forma de ver ou no modo que reagimos a eles. Perante a amargura devemos indagar:
    – Que mensagem oculta a vida está me enviando através da dor?
    – Quais são os atos ou atitudes que me levam a esses acontecimentos negativos?
    – Como transformar esses fardos em crescimento interior?

  • Aos que Sofrem, Auto-perdão

    Perdoa-te

    Cada degrau conquistado se torna patamar para novo logro. Se te contentas, estacionando, perdes oportunidades excelentes de libertação. Se te deprimes e te amarguras porque erraste, igualmente atrasas a marcha. Aceitando os teus limites e perdoando-te os erros, mais facilmente treinarás o perdão em referência aos demais. Sem que te acomodes à própria fraqueza, usa de indulgência para contigo. E sem que te prives da austeridade e o rigor que tuas missões te exigem, usa também de indulgência para com teu próximo.

Receba Novos Conteúdos

Temas das Publicações