• Doutrina Espírita, Dúvidas

    Dúvidas mais frequentes sobre o Espiritismo

    O Espiritismo realiza o que Jesus disse do Consolador prometido: conhecimento das coisas, fazendo que o homem saiba donde vem, para onde vai e por que está na Terra; atrai para os verdadeiros princípios da lei de Deus e consola pela fé e pela esperança. O Espiritismo respeita todas as religiões e doutrinas, valoriza todos os esforços para a prática do bem e trabalha pela confraternização e pela paz entre todos os povos e entre todos os homens, independentemente de sua raça, cor, nacionalidade, crença, nível cultural ou social.

  • Auto-conhecimento, Relações Conflituosas

    Convivência com pessoas difíceis

    Através destes encontros com pessoas que não pensam igual a gente ou que não se comportam como nós desejamos, devemos ir criando e alimentando dentro de nós dois sentimentos muito importantes: a compreensão e a paciência. E assim, abre margem para fazermos uma autoanálise e buscar o conhecimento dentro de nós para termos certeza se os erros e os motivos que levam a esta dificuldade de convivência não estão partindo de nós, para que possamos corrigi-los.

  • Dores da Alma, Leis morais

    Inveja e ciúme, dois dos nossos vícios morais

    Acreditamos que, apesar de a inveja e o ciúme possuírem definições diferentes, quase sempre não são diferenciados ou corretamente percebidos por nós. O caráter invejoso e ciumento conduzem os indivíduos a uma imitação perpétua à originalidade e criação dos outros, e como consequência lógica a frustração acarretando uma sensação crônica de insatisfação escassez, imperfeição e perda, estimulando sempre uma crescente dor moral e prejudicando o crescimento e desenvolvimento espiritual das almas em evolução.

  • Dores da Alma, Psicologia espírita

    Fases do nosso envelhecimento

    Estudando as atitudes comportamentais dos idosos na Terra, observamos que, apesar de o corpo físico estar passando pelos fenômenos responsáveis pelo envelhecimento, o centro da personalidade permanece inalterado. Quando finda uma etapa de nossa existência, outra vem ocupar a lacuna deixada, porque nossas vidas sucessivas estão entregues ao Poder Perfeito do Universo, que tudo cuida e desenvolve.

  • Leis morais, O Médico Jesus

    A doença sinaliza muitas vezes a falta de alegria em nossa vida

    A gratidão é uma das mais eficientes terapias espirituais para a saúde, porque o ato de agradecimento faz com que o corpo libere endorfinas na corrente sanguínea, substâncias que fortalecem o sistema imunológico, favorecem a dilatação das artérias, relaxando o aparelho circulatório. Agradeça também a doença que o visita, na certeza de que ela é o remédio necessário à cura de um dos mais terríveis males que acometem o ser humano, que é a falta de gratidão.

  • Dores da Alma, Psicologia espírita

    Consequências da insegurança

    A insegurança traz como características psicológicas os mais variados tipos de medo, como o de amar, o da mudança, o de cometer erros, o da solidão, o de pronunciar e o de se desobrigar. Os inseguros desenvolvem muitas vezes uma “devoção mórbida” em relação às causas e aos ideais, ou se associam a um parceiro forte e dinâmico para compensar sua necessidade de apoio, consideração e segurança.

  • Amadurecimento, Reflexões

    Quando a vida te apresentar problemas busque soluções

    Diante das dificuldades muitas vezes desejamos que o problema desapareça, que nada daquilo estivesse acontecendo, e nos esquecemos de que são justamente os problemas que nos tornam mais amadurecidos. O amadurecimento nos convida a olhar a vida com verdade, aceitando a realidade que temos diante de nós, não nos permitindo iludir-se a respeito de nós mesmos, das pessoas e do contexto no qual estamos inseridos.

  • Psicologia espírita, Renovando atitudes

    A difícil arte de ser feliz

    Ser feliz não é uma questão de circunstância, de estarmos sozinhos ou acompanhados pelos outros, porém de uma atitude comportamental em face das tarefas que viemos desempenhar na Terra. Para ser feliz, basta entender que a felicidade dos outros é também a nossa felicidade, porque todos somos filhos de Deus, estamos todos sob a Proteção Divina e formamos um único re­banho, do qual, conforme as afirmações evangélicas, nenhuma ovelha se perderá.

RECEBA TEXTOS POR E-MAIL

Institucional

Todos os Temas

PRODUTOS DIGITAIS SUGERIDOS