• Perdão, Reforma Íntima

    Retribuir o mal com o bem

    O homem que no mundo ocupa elevada posição não se julga ofendido com os insultos daquele a quem considera seu inferior. O mesmo se dá com o que, no mundo moral, se eleva acima da humanidade material. Este compreende que o ódio e o rancor o aviltariam e rebaixariam. Ora, para ser superior ao seu adversário, preciso é que tenha a alma maior, mais nobre, mais generosa do que a desse último.

  • Indulgência, Reforma Íntima

    Sede indulgentes

    Quando criticais o vosso próximo, que dedução se deve tirar das vossas palavras? A de que vós, que censurais, não praticastes o que condenais, e valeis mais do que o culpado? Por isso, reflitais: ao ver os defeitos alheios, evita comentá-los e divulgá-los. Até porque, talvez, tenhais cometido faltas mais graves do que teus irmãos. Sede indulgentes, meus amigos, porque a indulgência acalma, corrige, enquanto o rigor desalenta, afasta e irrita. A indulgência não faz observações chocantes, nem traz censuras nos lábios, mas apenas conselhos, quase sempre velados.

Temas das Publicações