• Aos que Sofrem, Orai e vigiai

    POESIA – “No Horto”, de Auta de Souza

    “Oro de joelhos, Senhor, na terra” “Purificada pelo teu pranto. . .” “Minh’alma triste que a dor aterra” “Beija os teus passos, Cordeiro santo!” “Eu tenho medo de tanto horror. . .” “Reza comigo, doce Senhor!” “Que noite negra, cheia de sombras.” “Não foi a noite que aqui passaste?” “Ó noite imensa. . . por que me assombra.” “Tu que nas trevas me sepultaste?” “Jesus amado, reza comigo. . .” “Afasta a noite, divino amigo!”

Receba novos conteúdos

Temas das Publicações