• Ansiedade, Aos que Sofrem

    Escolhas precipitadas

    Aguardemos a hora apropriada. Se não temos certeza de que este é o momento exato de agir, se não visualizamos com clareza o início da estrada a ser percorrida, se não possuímos firmeza na decisão a ser tomada e se não desponta uma conclusão resoluta, esperemos um tanto mais; o “momento de atuação” ainda não é propício. Algumas vezes ficamos amedrontados e agimos apressadamente, movidos pela ansiedade. Dar “tempo ao tempo” não é tempo perdido. Há em nós uma orientação divina, um rumo certo que, se ouvidos humildemente, nos levam a tomar a atitude correta no momento exato.

Receba Novos Conteúdos

Temas das Publicações