A reencarnação, Doutrina Espírita

Reencarnação sem acomodação

0 45

Quando a temática da multiplicidade das vidas é trazida à discussão, ouvem-se observações estranhas.

Imaginam alguns que o fato de saber que tornaremos a reencarnar pode nos conduzir à acomodação, deixando para a próxima existência a solução de dificuldades do presente.

Tal forma de pensar nada tem a ver com o verdadeiro ensino dos espíritos. O retorno a um novo corpo obedece sempre a lei do progresso. O objetivo é de melhoramento contínuo.

Nada de estagnação, portanto. Conscientizados de que a felicidade está na conquista da perfeição relativa, é natural que os espíritos primem por galgar com rapidez os degraus evolutivos.

Dívidas a saldar? Por que não ressarci-las logo? Não é este o nosso proceder perante prestações e contas a pagar?

Como nos sentimos aliviados ao concluir o pagamento de um bem adquirido! Como nos satisfazemos com a nota promissória ou duplicata quitada, em mãos!

Não é diferente no que diz respeito a débitos do passado.

Ansiamos por resgatá-los desde que, libertos da problemática, poderemos estabelecer metas mais arrojadas de crescimento.

Conquistar a sabedoria, progredir é o que almejamos.

Nesse compasso, nosso empenho é sempre crescer, aprender mais. Aqueles que pensamos de forma diversa, mais cedo ou mais tarde, nesta vida ou na espiritual, nos daremos conta do tempo perdido.

Exatamente como o aluno relapso que, chegado ao fim do ano letivo, e não tendo conquistado as notas devidas, sente-se entristecido ante a perspectiva de ter que repetir o mesmo aprendizado que desprezou.

Nada na lei de Deus que não seja perfeito.

O planejamento divino estabeleceu para todos nós uma escalada de progresso e venturas. Ninguém que escape ao contexto. E quanto mais nos adiantarmos na vida presente, menos longas e penosas nos serão as existências futuras. A cada dia construímos o nosso amanhã.

Os que desejam chegar antes ao topo da montanha, certamente não se permitem descanso exagerado, comodismo ou desculpismo.

Trabalharemos com afinco para galgar com maior rapidez os degraus da ciência e do amor, do saber e do sentimento.

Você sabia?

Que a marcha dos espíritos, através das várias existências corporais, é progressiva? E que a vida corporal é uma espécie de filtro, de depurador pelo qual passam os espíritos para chegarem à perfeição que lhes cabe?

Isto quer dizer que a vida do espírito se constitui de uma série de experiências corporais, como cada vida humana se constitui de uma série de dias, nos quais o homem adquire maior experiência e instrução.

Fonte: texto da Equipe de Redação do Momento Espírita, com base em O Livro dos Espíritos itens 191, 195 – http://casa.momento.com.br

Compartilhe

About the author / 

Editor

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

3 + 2 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Ajude a divulgar Um Caminho

Temas das Publicações