• Reforma Íntima, Renovando atitudes

    Renova-te sempre, pois cada experiência deixa o valor que lhe corresponde

    Não faltam, no quadro da luta cotidiana, os que fogem espetacularmente dos deveres que lhes cabem, procurando, na desistência do bom combate, a paz que não podem encontrar. Ainda que a prova te pareça invencível ou que a dor te afigure insuperável, não te retires da posição de lidador, em que a Providência Divina te colocou. Permanece firme, no teu setor de serviço, educando o pensamento na aceitação da Vontade de Deus.

  • Doutrina Espírita, O Bem e o Mal

    Por que Deus deixa o mal subsistir no Universo?

    Se o homem vê somente o canto do mundo em que vive, se apenas vislumbra sua curta passagem pela Terra, como poderia conhecer a ordem eterna e universal? Para pesar o bem e o mal, o verdadeiro e o falso, o justo e o injusto, é preciso elevar-se acima dos limites estreitos da vida atual e considerar o conjunto dos nossos destinos. Então, o mal aparece como um estado transitório, inerente ao nosso globo, como uma das fases inferiores da evolução dos seres para o bem.

  • Doutrina Espírita, O Bem e o Mal

    O que é o mal, segundo a Doutrina Espírita?

    O mal não é obra de Deus. É obra do homem; conseqüência da sua liberdade. De forma simplificada, o mal é apenas a ausência do bem. Diz-se, às vezes, que Deus poderia ter criado almas perfeitas e poupar-lhes assim das vicissitudes da vida terrestre. Se assim fosse, a vida e a atividade universais, a variedade, o trabalho, o progresso não teriam tido um objetivo e o mundo seria congelado na sua imóvel perfeição.

  • Reforma Íntima, Renovando atitudes

    Todo julgamento cruel estabelece um veredito de como trataremos a nós mesmos

    Toda crueldade nasce da fraqueza e da incapacidade das pessoas que não sabem relacionar-se com seu mundo interior. Julgamentos impiedosos que fazemos em relação aos outros nos informam sobre tudo aquilo que temos por dentro. No entanto, o modo de ensinar de todos os grandes mestres, sempre e fundamentalmente, baseou-se no amor como método de educação das almas; por isso, Jesus não julgava, media ou sentenciava ninguém. Quem aprendeu a não condenar os outros não mais se condena.

  • Aos que Sofrem, Dores da Alma

    As dores da alma e o frio da incompreensão

    A dor é, em si mesma, benéfica e tem por objetivo conduzi-lo ao equilíbrio. Se você pudesse perceber por si próprio os erros que está cometendo e corrigi-los, não haveria necessidade de atravessar rigorosas lições de sofrimento. A questão é que você não quer aprender, mas unicamente livrar-se dos problemas, sem esforço e de forma milagrosa. As dores aparecem como último recurso a ser aplicado. Elas apenas solicitam-lhe transformação interior.

  • Autores Diversos, Histórias

    História – O servidor negligente

    À porta de grande carpintaria, chegou um rapaz, de caixa às costas, à procura de emprego. Parecia humilde e educado. O diretor da instituição compareceu atencioso, para atendê-lo. – Tem serviço com que me possa favorecer? – indagou o jovem, respeitoso, depois das saudações habituais. – As tarefas são muitas – elucidou o chefe. – Oh! Por favor! – tornou o interessado – meus velhos pais necessitam de amparo…

  • A reencarnação, Doutrina Espírita

    Por que o Espírito ao reencarnar perde a lembrança de seu passado?

    A lembrança de nossas individualidades anteriores teria inconvenientes muito graves; poderia, em certos casos, nos humilhar muito; em outros, exaltar nosso orgulho e, por isso mesmo, dificultar nosso livre-arbítrio. Mas se o homem não conhece os atos que cometeu em suas existências anteriores, pode sempre saber de que faltas tornou-se culpado e qual era seu caráter dominante. Basta estudar a si mesmo e julgar o que foi não pelo que é, mas por suas tendências.

  • Aos que Sofrem, Decepções

    O mais importante

    Se alguém lhe impôs decepções, o seu entendimento fraterno observará que isso é uma benção da vida, imunizando-lhe o espírito contra a aquisição de pesados e amargos compromissos futuros. Se experimenta obstáculos na própria sustentação, o seu devotamento ao trabalho lhe conferirá melhoria de competência e a melhoria de competência lhe alteará o nível de compensações e recursos.

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Temas das Publicações