• Reforma Íntima, Renovando atitudes

    Você ainda está muito apegado à matéria?

    O materialismo tem como base afetiva o sentimento de segurança e bem-estar, expresso comumente por vínculos de apego e posse. Os reflexos mais conhecidos desses vínculos afetivos com a vida material são a dependência e o medo, respectivamente. A superação da rotina materialista exige esforço, mas também metas, ideais, comprometimento. Por isso a melhora espiritual não pode circunscrever-se a práticas religiosas ou a momentos de estudo e oração. Imperioso será assumirmos o compromisso de mudança e elevação conosco mesmo.

  • Auto-conhecimento, Reforma Íntima

    A arte da auto-aceitação

    Aceitar nossa realidade tal qual é representa um ato benéfico em nossa vida. Aceitação traz paz e lucidez mental. Auto-aceitação é aceitar o que somos e como somos. Não a confundamos como uma “rendição conformada”, e que nada mais importa. A atitude de aceitação é quase sempre característica dos adultos serenos, firmes e equilibrados. Esses indivíduos retêm um considerável “coeficiente evolutivo”. Aceitar-se é ter a habilidade necessária para admitir realidades, avaliar acontecimentos e promover mudanças, solucionando assim os conflitos existenciais. E sempre caminhar com autonomia para poder atingir os objetivos pretendidos.

  • Amadurecimento, Reforma Íntima

    Melhor sofrer no bem

    Comprando sensações efêmeras para o corpo de carne, o homem comumente recebe perigosos males que o acompanham até aos últimos dias do corpo em que se movimenta na Terra. Encolerizando-se por insignificantes lições do caminho, envenena órgãos vitais, criando fatais desequilíbrios à vida física. Como, então, recear o cansaço e o esgotamento, as complicações e incompreensões, os conflitos e os desgostos decorrentes da abençoada luta pela suprema vitória do bem? Gastemos nossas melhores possibilidades a serviço do Cristo, empenhando-lhe nossas vidas.

Temas das Publicações