Aos que Sofrem, Dificuldades na vida

Filhos da Luz

0 106

Diante dos obstáculos do caminho, não podemos paralisar nossa vida em atitudes de revolta e inconformismo. A dificuldade é do degrau de ascensão, é o ensejo da promoção. Muitas pessoas a enxergam como punição, falta de sorte ou se queixam de que Deus as esqueceu.

Sendo Deus o nosso Pai, Ele está sempre a nosso favor e, portanto, jamais poderia estar contra seus filhos. Quando nós, pais humanos, negamos algo aos nossos filhos, certamente o fazemos com o propósito de protegê-los, pois o objeto do desejo deles poderia lhes causar algum mal.

Deus faz assim conosco também: fecha algumas portas para que outras, melhores, se abram. Dessa forma, é bom pensar que, quando uma porta se fecha em nossa vida, é sinal de que existe outra porta aberta com melhores caminhos e oportunidades. Contudo, aquele que escolhe o olhar de revolta ou queixa diante da porta que se fechou jamais conseguirá enxergar a porta que se abriu.

É importante considerar que não existe cadeado sem chave. Já havia pensado nisso? Ninguém vai fazer um cadeado sem que faça, ao mesmo tempo, uma chave que possa abri-lo. Da mesma forma, Deus não nos daria problemas sem as respectivas soluções. Quando solucionamos problemas, estamos mostrando o nosso valor. Somente enfrentando crises é que reconhecemos nossas capacidades e mostramos ao mundo que somos “solucionadores de problemas”. O mundo está ávido por pessoas assim, porque está farto daqueles que apenas criam problemas ou que se afundam neles.

Um pensamento que nos fortalece foi dito por Paulo de Tarso: “Andai como Filhos da Luz”. Paulo nos estimula a viver como filhos da luz divina. A luz clareia, ilumina, produz energia, força, calor, encanta nossos olhos. Ser “filho da luz” é viver gerando todos esses benefícios, e isso podemos fazer, porque a luz já nos foi dada por Deus. Quando nos deixamos abater pelas crises, quando perdemos a confiança em nós mesmos e em Deus, deixamos de ser filhos da luz para andar nas trevas, pois perdemos a conexão com a usina divina que nos abastece. Digamos para nós mesmos: “Eu assumo a minha condição de filho da luz e passo a viver como tal. Minha luz espanta as trevas, minha luz mostra os caminhos que devo percorrer, minha luz é minha força, minha cura e minha libertação.”

Quando a dificuldade surge, estamos no momento da promoção. Então, nessa hora, vamos nos motivar para subir o degrau da dificuldade, fazendo o melhor de nós e confiando no amparo Divino, porque dias bons estão por vir. Mas lembre-se: a promoção não é automática – ela depende de nossa atitude positiva diante dos desafios de hoje. Não é o sofrimento que nos promove, mas, sim, o tipo de atitude que tomamos perante ele.

E quem anda como filho da luz não teme a escuridão!

Fonte: extraído do livro “Socorro e Solução”, de José Carlos De Lucca. Editora Intelítera.

Compartilhe
  • 8
    Shares

About the author / 

Editor

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

8 × = 8

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Temas das Publicações

Ajude-nos a divulgar nosso trabalho