Auto-conhecimento, Reforma Íntima

Um mergulho no seu mundo interior

0 286

Olhe para o seu dedão

“Examinai o que podeis ter feito contra Deus, depois contra vosso próximo e, por fim, contra vós mesmos. As respostas serão um repouso para vossa consciência ou a indicação de um mal que é preciso curar. O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave do melhoramento individual”. (Santo Agostinho)

Conta-se que, um dia, Buda estava em meio a uma das preleções que fazia todas as manhãs, quando o rei chegou para ouvi-lo. Ele ficou sentado bem na frente do Buda, mexendo o tempo todo o dedão do pé. Buda, então, parou de falar e olhou para o dedão do rei. Quando ele olhou para o dedão, o rei, obviamente, parou de mexê-lo. Buda voltou a falar, e o rei recomeçou a mexer o dedão. Buda perguntou então ao rei:Por que está fazendo isso?
O rei disse:

Só quando você para de falar e olha para o meu dedão é que eu me dou conta do que estou fazendo; se você não olhar, eu não percebo.
O Buda respondeu:

Esse é o seu dedão e você nem se dá conta dele… Quer dizer então que você pode até matar alguém e nem se dar conta disso!

Estou convicto que a maioria das pessoas se parece com esse rei, pois também não conhece a si mesma, sequer se dá conta quando o dedão do pé está mexendo. Privilegiamos os acontecimentos do mundo de fora, não dando a atenção devida ao que está acontecendo em nosso mundo interior.

É preciso inverter isso! É do mundo interior que nascem as atitudes que poderão transformar nossa vida num céu ou num inferno.

Entretanto, se o homem vive inconsciente do que se passa dentro de si mesmo, sua realidade exterior facilmente se transformará num caos.

Ensina Osho que o sofrimento é um estado de inconsciência. Sofremos porque não estamos cientes do que fazemos, do que pensamos e do que sentimos. Por essa razão é que Santo Agostinho nos diz que o conhecimento de si mesmo é a chave do melhoramento individual.

Quem conhece a si mesmo está no caminho mais próximo da felicidade, por duas razões:

a) está consciente de suas virtudes e, por isso, utiliza todo o potencial de que sabe ser portador;

b) está consciente das suas imperfeições e, assim, pode combater o mal que ainda existe em seu mundo interior, evitando agir em prejuízo de si mesmo.

O homem mais poderoso do mundo, sem dúvida alguma, é o homem que mais se conhece. O mais fraco e impotente, ainda que fisicamente forte, é o que ignora a si próprio.

O conselho de Santo Agostinho é que todas as noites, antes de dormir, façamos um exame de consciência. Da mesma forma que realizamos exames que nos mostram as condições internas do corpo físico, a fim de detectarmos alguma anomalia para posterior correção, vamos passar uma sonda em nossa consciência, analisando se fizemos algum mal a Deus, a nós mesmos e ao nosso próximo.

No fundo, no fundo, o que estamos sugerindo é que olhemos para o dedão do pé e vejamos se ele está mexendo. O simples olhar já será um bom começo para que ele pare de se mexer…

Fonte: extraído do livro “Socorro e Solução”, de José Carlos De Lucca. Editora Intelítera.

Compartilhe

About the author / 

Editor

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

60 ÷ 15 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Temas das Publicações