• Ansiedade, Aos que Sofrem

    Toda a tarefa respeitável e edificante é de origem celeste

    A tua luta no trabalho e em tua família é parte do plano de Deus. Se não fosse assim tua experiência humana se resumiria a complicado acervo de acontecimentos sem sentido. É necessário, portanto, que os discípulos do Cristianismo redivivo aprendam a valorizar a oportunidade do serviço de cada dia, sem inquietudes, sem aflições. Afinal, não existem milagres de construção repentina no plano do espírito, como é impossível improvisar, de momento para outro, qualquer edificação de valor na zona da matéria.

  • Ansiedade, Aos que Sofrem

    Insensato aquele que crê não ser necessário servir para elevar-se

    O cultivo das paixões complica a vossa evolução. Inoperante fica o conhecimento acumulado por vossas almas enquanto o corpo encarnado não consegue se livrar das emoções baixas e dar sequência à obra divina para a qual foi preparado pelo Senhor. Que a inquietude e inconstância em vossos corações deixem de ser as causas de vossas vicissitudes e distanciamento da busca pelos ideais que o Cristo nos ensinou.

  • Ansiedade, Aos que Sofrem

    Deus fala contigo pela voz silenciosa de teu coração

    Já tomaste plena consciência de tua ansiedade? Tudo aquilo que precisares aprender discernir e compreender chegará em tua existência repetidas vezes até dares a devida atenção, efetuando assim a aprendizagem necessária. Não tentes mudar a sequência dos fatos. Existem etapas regidas por ciclos evolutivos que são, em verdade, o processo espiritual de desenvolvimento de cada um. Não tentes fazer de tua vida um caminho meticuloso, calculando tua existência minuciosamente, pois estarás prejudicando o ritmo natural dos acontecimentos.

  • Ansiedade, Aos que Sofrem

    O paradoxo do nosso tempo

    Nós bebemos demais, fumamos demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e rezamos raramente. Estamos na era do ‘fast-food’ e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias. Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.

  • Ansiedade, Aos que Sofrem

    Escolhas precipitadas

    Aguardemos a hora apropriada. Se não temos certeza de que este é o momento exato de agir, se não visualizamos com clareza o início da estrada a ser percorrida, se não possuímos firmeza na decisão a ser tomada e se não desponta uma conclusão resoluta, esperemos um tanto mais; o “momento de atuação” ainda não é propício. Algumas vezes ficamos amedrontados e agimos apressadamente, movidos pela ansiedade. Dar “tempo ao tempo” não é tempo perdido. Há em nós uma orientação divina, um rumo certo que, se ouvidos humildemente, nos levam a tomar a atitude correta no momento exato.

  • Ansiedade, Aos que Sofrem

    Preocupação com o futuro

    A estratégia da preocupação é nos manter distantes do momento presente, imobilizando as realizações do agora em função de coisas que poderão ou não acontecer. Desperdiçamos, por conseqüência, tempo e energias preciosas, obcecados com os eventos do porvir, sobre os quais não temos qualquer tipo de comando, pois olvidamos que tudo que podemos e devemos dirigir é somente nossas próprias vidas.

RECEBA NOVOS TEXTOS POR E-MAIL

Quinzenalmente, enviamos um e-mail com os novos textos do site. Participe!

Ajude a divulgar Um Caminho

Temas das Publicações