• A reencarnação, Doutrina Espírita

    Reencarnação – Um processo educativo

    O retorno a um novo corpo, através da reencarnação, se dá para o crescimento do espírito. É um processo educativo, e não punitivo. Em muitos casos, os reencarnantes retornam com “cicatrizes na alma” denunciadoras de experiências pregressas traumáticas, sob a forma de fobias, traumas e outros complexos, que se revelam logo na primeira infância, constituindo-se em preocupação para os pais. A solução de tais conflitos só se dará com o contato do espírito novamente com o núcleo traumático gerador.

  • Doutrina Espírita, Princípios espíritas

    O que o Espiritismo ensina

    Pontos fundamentais sobre: Deus, Universo, Mundo Espiritual, Leis da Natureza, Evolução dos Espíritos, Vida após a Morte, Prece. Além disso, ensina que a moral do Cristo, contida no Evangelho, é o roteiro para a evolução segura de todos os homens, e a sua prática é a solução para todos os problemas humanos e o objetivo a ser atingido pela humanidade.

  • A reencarnação, Doutrina Espírita

    Reencarnação sem acomodação

    Imaginam alguns que o fato de saber que tornaremos a reencarnar pode nos conduzir à acomodação, deixando para a próxima existência a solução de dificuldades do presente. Tal forma de pensar nada tem a ver com o verdadeiro ensino dos espíritos. Dívidas a saldar? Por que não ressarci-las logo? Não é este o nosso proceder perante prestações e contas a pagar? Como nos sentimos aliviados ao concluir o pagamento de um bem adquirido! Como nos satisfazemos com a nota promissória ou duplicata quitada, em mãos! Não é diferente no que diz respeito a débitos do passado. Quanto mais nos adiantarmos na vida presente, menos longas e penosas nos serão as existências futuras. A cada dia construímos o nosso amanhã.

  • Anjos da Guarda, Doutrina Espírita

    Espíritos Protetores

    Todos temos nossos espíritos protetores. Mas, muitas vezes, eles não conseguem nos proteger, pois, simplesmente, não contam com nossa ajuda. O espírito protetor que vê seu protegido seguir um mau caminho, apesar dos seus avisos, sofre com os seus erros e os lamenta, mas essa aflição nada tem das angústias da paternidade terrena, porque ele sabe que há remédio para o mal e que o que hoje não se fez, amanhã se fará.

  • Consolador Prometido, Doutrina Espírita

    Consolador Prometido por Jesus

    Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei a meu Pai e ele vos enviará outro Consolador, a fim de que fique eternamente convosco: – O Espírito de Verdade, que o mundo não pode receber, porque o não vê e absolutamente o não conhece. Mas, quanto a vós, conhecê-lo-eis, porque ficará convosco e estará em vós. -Porém, o Consolador, que é o Santo Espírito, que meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará recordar tudo o que vos tenho dito. (S. JOÃO, cap. XIV, vv. 15 a 17 e 26.)

  • Anjos da Guarda, Doutrina Espírita

    Os embaixadores de Deus

    Os anjos guardiães são embaixadores de Deus, mantendo acesa a chama da fé nos corações e auxiliando os enfraquecidos na luta terrestre. Vigilantes, utilizam-se de cada ensejo para instruir e educar, orientando com segurança na marcha de ascensão. Trabalham infatigavelmente pelo bem, infundindo coragem àqueles que protegem, mantendo a assistência em qualquer circunstância, na glória ou no fracasso. Nunca censuram, porque sua missão é de edificar as almas no amor, preservando o livre-arbítrio de cada uma, levantando-as após a queda, e permanecendo leais até que alcancem a meta da sua evolução. Os anjos guardiães são lições vivas de amor.

  • Anjos da Guarda, Doutrina Espírita

    Mensagem de Santo Agostinho – Anjos da Guarda

    Onde quer que estiverdes, vosso anjo da guarda estará convosco: nos cárceres, nos hospitais, nos antros do vício, na solidão, nada vos separa desse amigo que não podeis ver, mas do qual vossa alma recebe os mais doces impulsos e ouve os mais sábios conselhos. Cada anjo da guarda tem o seu protegido e vela por ele, como um pai vela pelo filho. Sente-se feliz quando o vê no bom caminho e chora quando os seus conselhos são desprezados.

  • Allan Kardec, Doutrina Espírita

    Codificador do Espiritismo – Quem foi Allan Kardec?

    Filho de pais católicos, Allan Kardec foi criado no Protestantismo, mas não abraçou nenhuma dessas religiões, preferindo situar-se na posição de livre pensador e homem de análise. O excessivo simbolismo das teologias e ortodoxias, tornava-o incompatível com os princípios da fé cega. Allan Kardec iniciou sua observação e estudo dos fenômenos espíritas, com o entusiasmo próprio das criaturas amadurecidas e racionais, mas sua primeira atitude é a de ceticismo: “Eu crerei quando vir, e quando conseguirem provar-me que uma mesa dispõe de cérebro e nervos, e que pode se tornar sonâmbula; até que isso se dê, dêem-me a permissão de não enxergar nisso mais que um conto para provocar o sono”. (ao final da íntegra do texto, assista vídeo sobre Allan Kardec)

Temas das Publicações

O que é o Espiritismo e a Doutrina Espírita?
Vida com Abundância