• Contos Sufi, Histórias

    Contos Sufi – O Diamante

    O Hindu chegou aos arredores de certa aldeia e aí sentou-se para dormir debaixo de uma árvore. Chega correndo, então, um habitante daquela aldeia e diz, quase sem fôlego: – Aquela pedra! Eu quero aquela pedra. – Mas que pedra? – pergunta-lhe o Hindu. – Ontem à noite, eu vi meu Senhor Shiva e, num sonho, ele disse que eu viesse aos arredores da cidade, ao pôr-do-sol; aí devia estar o Hindu que me daria uma pedra muito grande e preciosa que…

  • Benevolência, Caridade

    Limites saudáveis

    Para muitos, a expressão “dedicação ao próximo” tem o significado de “ajuda ilimitada”, na qual a pessoa sente necessidade imperiosa de dedicar-se ao socorro dos outros, afirmando para si mesma ser uma forma de resgatar sua parcela de contribuição junto à humanidade. O indivíduo equilibrado e amadurecido sabe, antes de tudo, que não precisa ficar no encalço de redenção de almas ou viver só pensando nos outros, exaltando o esforço e o sacrifício. Os limites são vitais nas relações humanas. Facilitam o bom senso, para que possamos perceber quando devemos ou não dar, de nós mesmos, de nosso tempo, de nossos dons espirituais.

  • Gandhi, Líderes Espirituais

    Gandhi e a não-violência

    “Foi a minha mulher (Kasturbai Makanji Gandhi) que me ensinou a não-violência, quando tentei dobrá-la à minha vontade. A sua obstinada resistência, de um lado, e, do outro, a tranqüila submissão no sofrimento que padecia por causa da minha estupidez, agiu de tal modo em mim que comecei a envergonhar-me e deixei de acreditar que tinha por natureza o direito de dominá-la. Destarte, ela tornou-se o meu mestre da não-violência”. Gandhi

  • Aos que Sofrem, Desânimo

    Desânimo

    Quando o desânimo, investindo contra os teus propósitos superiores, situar o seu quartel na rotina das tuas atividades nobres reages com todas as forças e não possibilites “horas vazias” para se encherem de desesperanças nas províncias do teu pensamento. O desanimado é alguém que tombou antes do termo da jornada. Homens e mulheres, que lutaram em todos os tempos para construírem o ideal de felicidade humana, experimentaram o miasma pestilento desse sicário do espírito. Reagindo, porém, e perseverando abrasados pelos empreendimentos começados, elaboraram o clima de esperança que muitos respiram, abençoados pelo sol de amor que os aquece.

  • Evangelho no Lar, Jesus

    O culto cristão no lar

    Povoara-se o firmamento de estrelas, dentro da noite prateada de luar, quando o Senhor, instalado provisoriamente em casa de Pedro, tomou os Sagrados Escritos e, como se quisesse imprimir novo rumo à conversação que se fizera improdutiva e menos edificante, falou com bondade: – Simão, que faz o pescador quando se dirige para o mercado com os frutos de cada dia? O apóstolo pensou alguns momentos e respondeu hesitante: – Mestre, naturalmente, escolhemos os peixes melhores. Ninguém compra os resíduos da pesca. Jesus sorriu e perguntou de novo…

  • Auto-conhecimento, Reforma Íntima

    Autoconhecimento

    Nossos piores inimigos ou adversários estão dentro de nós, não fora. É imprescindível nos reconciliarmos com os opositores íntimos, ou seja, enxergarmos com bastante nitidez nosso “lado escuro”, para atingirmos paz e tranquilidade de espírito. Não somos necessariamente aquilo que parecemos ser. O autoconhecimento é a capacidade inata que nos permite perceber, de forma gradativa, tudo que necessitamos transformar. Ao mesmo tempo, amplia a consciência sobre nossos potenciais adormecidos, a fim de que possamos vir a ser aquilo que somos em essência.

  • Doutrina Espírita, Instrução dos Espíritos

    Nem só de pão vivem o homem e as crianças

    Muitos pais garantem o conforto material dos filhinhos, mas lhes relegam a alma a lamentável abandono. O prato de refeição é importante no desenvolvimento da criatura, todavia, não podemos esquecer “que nem só de pão vive o homem”. Não basta alimentar minúsculas bocas famintas ou agasalhar corpinhos enregelados. É imprescindível o abrigo moral que assegure ao espírito renascente o clima de trabalho necessário à sua sublimação. Não desprezes, pois, a criança, entregando-a aos impulsos da natureza animalizada.

  • Doutrina Espírita, Léon Denís

    Perigos do Espiritismo – É necessário prudência para se comunicar com o mundo invisível

    O mundo invisível é, de certa forma, a reprodução do mundo terrestre. Nele, os espíritos sérios são, como na Terra, minoria; os levianos, por sua vez, formam numerosas legiões. Há, portanto, perigo em se abandonar sem reservas à experimentação espírita. Quem o faz apenas pelo interesse material, sem uma reflexão moral, torna-se facilmente objeto de mistificações inumeráveis e brinquedo de espíritos pérfidos. Porém, o homem de coração correto, de mente esclarecida e segura, nada precisa temer. Encontrará na Doutrina Espírita consolações inefáveis e preciosos ensinamentos. Os espíritos de luz vêem suas intenções e o assistem, enquanto os espíritos trapaceiros e mentirosos afastam-se do justo, como uma tropa de partidários diante de uma cidadela bem defendida.

Temas das Publicações